Contribua com a educação Anuncie veja o mídia                 Erros -Comunique-nos por favor                  Atualização: 01-09-2017

Onde estou> HOME

São José dos Campos - SP - Brasil

 

HOME

VOLTAR PARA TURISMO

Festas e Festivais

- Procissão das Águas

- Festa do Divino

- Folias do Divino

- Encontro de Batelões

- Romarias

- Danças

- Cortejos

 

Boa Viagem

Boizinhos

 

Os boizinhos aparecem em várias regiões do Estado de São Paulo. Algumas de suas expressões merecem destaque especial. O Boizinho de Ubatuba é acompanhado por instrumentos de percussão

e de corda; as "Carreiras de Boi" que animam as ruas de Porto Ferreira e o monumental "Boitatá" de Iguape, com quase 10 metros de comprimento, que arrasta caiçaras e turistas, durante horas, pelas

ruas da cidade.

 

Entradas

 

As entradas são grandes cortejos com carros de bois, charretes, troles, tico-ticos, carroças, carruagens, cavaleiros e grupos folclóricos com que se celebram aberturas ou o inicio do dia principal de algumas

de nossas festas no estado de São Paulo.

Por exemplo, a Entrada dos Palmitos em Mogi das Cruzes, lembra hoje a farta distribuição de palmitos na abertura da Festa do Divino, quando este era farto na região; a Procissão dos Carroceiros em São Bernardo do Campo, que lembra a forma como os antigos carvoeiros, lenhadores e a comunidade em geral celebrava, com suas carroças e carretões, Nossa Senhora da Boa Viagem; como a Entrada dos Carros de Bois, em Itu; ou como

a Entrada das Carroças de Lenha/São João Batista em Laranjal.

 

Cabeções

 

Santana do Parnaíba, é hoje, no Estado de São Paulo o último reduto deste festejo (Cabeções ou Cabeçorras). Pela desproporcionalidade que provocam sempre merecem a atenção das populações. Isto se dá porque quem as carrega geralmente são pessoas de pequena estatura, se assemelhando a anões com grandes cabeças, sendo este o seu traço fundamental. Confeccionadas com a técnica do empapelamento, com grande diversidade de personagens, animam o carnaval da cidade, bem como outros desfiles e festejos populares, sempre associadas aos bonecos que embora gigantes, pela desproporcionalidade, entre o corpo e a cabeça, parecem anões.

 

 

A única possibilidade de nos eternizamos nesta frágil vida, é plantando boas sementes.

É a melhor herança que deixamos!  

GOSTOU? Chame os seus amigos para se juntarem a nós! Tweetar  

Projeto iniciado em 2007 - Ultima atualização geral em 01.01.2017
Protocolizado sob o nº. 27.616 em 04/12/2009 e registrado em microfilme sob o nº. 18.112 em 15/12/2009 - 1º Cartório Registro S.J.C. - SP

Copyright©Gazeta Valeparaibana